Slider

  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição1
  • Biblioteca Escolar Severim de Fariao

    Descrição2
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição3
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição4
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição5

Link back

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

sábado, 15 de novembro de 2008

Os limites da tolerância

Os limites da tolerância

Imaginemos um sujeito. De cor negra, de preferência, ou, como algumas pessoas ainda insistem, preto. Um imigrante, de origem africana, ainda com as suas dificuldades na língua portuguesa. O nome não importa, importa sim visualizar a pessoa.
É uma pessoa tal como todas as outras pessoas, um ser humano, com um coração, um corpo e uma mente consciente incluída no pacote. No entanto, parece haver ainda quem não o veja como tal. Quem se comporte como se, mesmo que humanos, fossem de qualidade inferior, como quem compara um perfume barato a um Chanel.
Porém, imaginemos agora que esse mesmo indivíduo se revela portador de uma cultura que lhe permite, por exemplo, poligamia. E mesmo que a lei do país não permita, ele continua a ter mais do que uma mulher, apenas porque “é a cultura dele”.
É preciso tolerância, certo. É preciso haver solidariedade com todos, é mais do que necessário que ambos os lados da discriminação sejam alterados (porque do outro lado também há). Só não se podem tolerar todos os excessos e libertinagens de todos. Há que ter conta, peso e medida, evitar que os direitos de alguns atropelem outros.


Carla Lourenço
Nº5 11ºCT1

Sem comentários: