Slider

  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição1
  • Biblioteca Escolar Severim de Fariao

    Descrição2
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição3
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição4
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição5

Link back

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Elaboração de um final diferente para a obra O Meu Primeiro D. Quixote.




Após a leitura da obra O Meu Primeiro D. Quixote, de Miguel de Cervantes, traduzido por Alice Vieira, ocorreu-me a ideia de elaborar um final diferente para a mesma. Ei-lo:

“O repto obrigava o vencido a abandonar a vida de cavaleiro andante.”…
A luta estava renhida, mas era o tal cavaleiro da Branca Lua que estava a dominar.
Quando este estava prestes a ganhar, D. Quixote bateu, com a sua lança, a toda a velocidade, contra o corpo do cavaleiro da Branca Lua, e este caiu por terra.
Então, D. Quixote continuou as suas aventuras, até que encontrou o malvado bruxo, que tinha lançado o feitiço à pobre Dulcineia. Assim, iniciaram uma terrível luta. No meio de tantos feitiços e golpes certeiros, D. Quixote, com a sua espada, atingiu o braço do bruxo, que ficou a sangrar.
Sem mais nenhuma solução, o bruxo, não teve outro remédio senão entregar a poção para transformar Dulcineia em princesa.
Quando D. Quixote e seu amo chegaram junto das três camponesas, D. Quixote deu a poção para Dulcineia tomar, e, quando a tomou, transformou-se na mais bela das princesas. Como sobrou um pouco, outra camponesa tomou-o e também se transformou numa linda princesa. Os dois apaixonaram-se pelas suas princesas, tal como as princesas se apaixonaram por eles.
E, com a magia do amor no ar, a última camponesa transformou-se num palácio para os apaixonados viverem.

Miguel Ferrão 7ºD

1 comentário:

joao fialho disse...

Também eu já li «O Meu Primeiro D.Quixote» e achei o final por ti idealizado bastante apaixonado e apaixonante!
Parece-me que, também tu próprio, deves estar apaixonado por alguma Dulcineia...

Parabéns e continua sempre a escrever!

João Fialho
13 anos, 8º ano, Liceu de Beja