Slider

  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição1
  • Biblioteca Escolar Severim de Fariao

    Descrição2
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição3
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição4
  • Biblioteca Escolar Severim de Faria

    Descrição5

Link back

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Cantigas de amor e de escárnio e maldizer

 Cantigas de amor e cantigas de escárnio

"Tal como os nomes indicam, a de Amor reflecte a paixão de homem por uma mulher que, para sua infelicidade, não é ou não pode ser correspondido; a de Escárnio satiriza um grupo de pessoas (neste caso, aquelas que nos aborrecem, a nós alunos, com "estuda que é para teu bem" e coisas do género) mas não indica nomes particulares e utiliza expressões dissimuladas e indirectas para a crítica."


Cantiga de Amor

Porque me dás coita
Se vós sois vida p’ra mim?
Meu cor sofre tanto
Meu cor sofre assim…

P’ra mim vós sois vida
P’ra mim vós sois morte
Mais ainda estou sozinho
Não encontro minha sorte…

Não vedes que sois única
Entre tanta mulher igual?
Sois linda, sois fremosa
Dotada de muito val…

Estou aqui nestes tempos sós,
Espero por si,
Espero por nós…

Cantiga de Maldizer

Se vós estivésseis
A trabalhar tanto como eu,
De mim já não maldiríeis,
Santo Deus!

Se vós soubésseis o que é estudar
Textos, História e afins seus,
De mim já não mal diríeis,
Santo deus!

Se vós compreendêsseis
Todos os esforços meus,
De mim á não maldiríeis,
Santo Deus!

Se vós realmente quisésseis
Os melhores futuros meus,
De mim já não maldiríeis,
Santo Deus!
Joana Cidades
10º LH nº 17
Literatura Portuguesa


Sem comentários: